Alfabetização: média gaúcha supera a nacional

O Dia Mundial da Alfabetização (8/9) é uma data criada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e integra o calendário comemorativo internacional desde 1968,  com o objetivo de colocar a alfabetização em pauta. No mês em que se comemora o Dia das Crianças, a Fundação de Economia e Estatística (FEE) analisa os resultados da Avaliação Nacional de Alfabetização (ANA) 2014, que mostram que o Rio Grande do Sul é o 8º colocado no ranking no quesito nível adequado em leitura (84%) e o 6º na avaliação da escrita (75%). São resultados superiores às médias nacionais, de 78% e 66% respectivamente.

rankingestados

A ANA é uma das estratégias para execução do Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa (PNAIC), instituído pelo Governo Federal em julho de 2012, e que funciona como um indicador do cenário educacional. Pelo Pnaic, os alunos deveriam estar alfabetizados até 8 anos de idade ou até o 3º ano do ensino fundamental.

Embora o RS esteja em situação melhor que a média brasileira, chama a atenção que 16% das crianças gaúchas do 3º ano do Ensino Fundamental de escolas públicas não conseguem localizar informações explícitas em textos e 25% têm dificuldades para escrever determinadas palavras ou continuar narrativas. Tal fenômeno, entretanto, não é homogêneo no Estado. Dos 473 municípios contemplados na pesquisa, 72 têm 100% dos alunos participantes em nível adequado em ambos os exames.

rankingcidades

Segundo Marcos Vinicio Wink Junior, do Núcleo de Indicadores Sociais e Ambientais da FEE, propor políticas públicas para o Estado utilizando casos municipais de sucesso parece ser uma possível solução para melhorar a alfabetização no Rio Grande do Sul. “Difundir as práticas pedagógicas que fazem, por exemplo, os municípios de Centenário e de Três Arroios, localizados no Corede Norte, serem referência quando analisamos os resultados municipais da ANA pode ser fundamental para o desenvolvimento das habilidades cognitivas das crianças gaúchas”, analisa o pesquisador.

A terceira edição da Avaliação Nacional da Alfabetização será aplicada em novembro de 2016 aos alunos do terceiro ano do ensino fundamental de todas as escolas brasileiras. Os indicadores de 2014 foram semelhantes aos números de 2013, primeiro ano em que a avaliação foi feita. Na época, o Ministério da Educação (MEC) não divulgou oficialmente os dados da edição por serem apenas um diagnóstico inicial.

Anelise Rublescki – Jornalista

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE