A crise cambial argentina e suas repercussões no Brasil

A Fundação de Economia e Estatística reúne a imprensa  para a divulgação da edição de março da Carta de Conjuntura FEE. Promovendo discussões sempre relevantes no contexto socioeconômico regional e nacional, nesta edição da Carta, a Economista Beky Moron de Macadar apresenta em sua matéria de capa as inconsistências do modelo macroeconômico argentino e as repercussões da crise recente no comércio externo, nos investimentos e nos acordos comerciais brasileiros. Na contracapa, o economista André Luis Contri aborda a busca pela manutenção dos rendimentos financeiros da dívida pública como principal determinante do processo de recomposição das taxas de juros reais no Brasil.

Acesse a Carta na íntegra

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE