Exportações de soja registram recorde para outubro e alavancam volume exportado

 

O Rio Grande do Sul exportou US$ 1,5 bilhão em outubro de 2015, conforme dados divulgados nesta segunda-feira (16/11) pela Fundação de Economia e Estatística. Trata-se de uma retração de 0,2% em relação ao mesmo mês de 2014, que decorre da queda nos preços dos produtos exportados (-21,8%), contrabalançada pelo crescimento no volume embarcado para o exterior (27,6%).

A agropecuária ganhou participação na pauta gaúcha, passando de 6,2% em outubro do ano passado para os 25,1% atuais. No período analisado, os preços caíram -22,5%, mas houve crescimento de 306% das receitas devido ao aumento do volume embarcado para o exterior (425%).

A soja corresponde a 92,6% das exportações do setor.  As exportações de soja em grão registraram recorde histórico para o mês de outubro, tanto em valor (US$ 355,4 milhões) quanto em volume (930 mil toneladas, aumento aproximado de 590%). Esse bom desempenho vem na esteira da supersafra colhida no ano, bem como da depreciação cambial e fez com que a receita das vendas externas de soja em grão fosse superior à de qualquer segmento da indústria de transformação.

Os três principais setores industriais exportadores do mês foram produtos alimentícios (US$ 305 milhões), produtos do fumo (US$ 245,8 milhões) e produtos químicos (US$ 149 milhões). Contudo, esses três também foram os que apresentaram as maiores retrações no valor exportado (-US$ 94,2 milhões, -US$ 40,4 milhões e -US$ 79,0 milhões respectivamente). O segmento de celulose e papel foi o único dos 23 segmentos industriais que registrou preços de exportação mais elevados que os do ano passado.

Com relação aos principais destinos das exportações do RS em outubro destacam-se China (US$ 285,5 milhões), Vietnã (US$ 29,5 milhões) e Espanha (US$ 20,4 milhões), com a soja em grão contribuído para tal resultado nos três países em questão. Já os destinos que apresentaram as maiores variações negativas foram Holanda (-US$ 42,6 milhões; farelo de soja), Estados Unidos (-US$ 36,4 milhões; hidrocarbonetos e seus derivados), Rússia (-US$ 24,0 milhões; carne de suínos e fumo em folhas) e França (-US$ 22,9 milhões; farelo de soja e fumo em folhas).

No acumulado de 2015, as exportações gaúchas somam US$ 15 bilhões, um recuo de US$ 1,2 bilhão em relação ao mesmo período de 2014.  Mesmo com a retração de 7,4% em valor exportado, o Rio Grande do Sul ganhou participação nas exportações brasileiras, passando de 8,5% em 2014 (4º maior estado exportador) para 9,4%, 3º maior exportador, atrás apenas de São Paulo e Minas Gerais.

Para saber mais sobre as exportações do Rio Grande do Sul em outubro, acesse a pesquisa completa do Núcleo de Dados e Estudos Conjunturais da FEE.

 

Anelise Rublescki – Jornalista

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE