Exportações do agronegócio gaúcho chegam a 11 bilhões no acumulado de 2016

No acumulado de 2016, as exportações do agronegócio gaúcho somaram US$ 11 bilhões, o que representa uma queda de 5,7% em relação a 2015, ocasionada principalmente pela queda nos volumes embarcados (-8,3%) e pela pequena elevação nos preços médios por tonelada (2,8%). Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (12) pelo Núcleo de Estudos do Agronegócio da Fundação de Economia e Estatística (FEE).

Numa análise por setores, o complexo soja foi o setor com maior queda em valor (menos US$ 433 milhões; -8,2%), já que a leve elevação nos preços médios (1,9%) não compensou o menor volume embarcado (-9,9%) no acumulado de 2016. Mesmo assim, o complexo soja (US$ 4,9 bilhões) foi o setor mais importante para o agronegócio gaúcho, seguido pelo de carnes (US$ 1,9 bilhão), fumo e seus produtos (US$ 1,7 bilhão), produtos florestais (US$ 778,9 milhões) e couros e peleteria (US$ 429,0 milhões).

“Se analisada em retrospectiva às previsões do inicio de 2016, a retração nos embarques de soja pode ser considerada surpreendente. Com a elevação da quantidade colhida de soja no Rio Grande do Sul (3,2%), esperava-se um crescimento na quantidade comercializada. Contudo, a maior concorrência com a safra norte-americana e a valorização cambial atuaram como desestimulantes das vendas. O crescimento relativo das exportações no último trimestre não foi suficiente para reverter a tendência de queda”, analisa o economista da FEE Sérgio Leusin Jr.

A segunda maior queda no valor exportado em 2016 (menos US$ 356,6 milhões; -49,0%) foi sentida pelo setor de cereais, farinhas e preparações, principalmente pela redução das vendas de trigo (64,9% em volume e 70,8% em valor). O setor de carnes, apesar da elevação nos volumes embarcados, principalmente das carnes suína (21,2%) e bovina (4,8%), também teve redução no valor exportado (menos US$ 65,6 milhões; -3,3%). Já setores como produtos florestais, fumo e seus produtos e animais vivos foram destaques positivos nas exportações do agronegócio.

China (37,7%), União Europeia (15,4%), Estados Unidos (3,7%), Irã (3,5%) e Coreia do Sul (3,4%) foram os principais destinos das exportações gaúchas do agronegócio em 2016. Já  Vietnã (menos US$ 263,3 milhões; -60,1%), Venezuela (menos US$ 228,2 milhões; -57,8%), Tailândia (menos US$ 116,7; -82,4%) e China (menos US$ 109,5 milhões; -2,6%) registraram recuo.

Desempenho em dezembro de 2016

Especificamente em relação a dezembro de 2016, a FEE sinaliza que as exportações do agronegócio gaúcho totalizaram US$ 712,1 milhões. Comparativamente ao mesmo mês em 2015 ocorreram altas no valor exportado (13,7%) e nos preços médios praticados (40,2%), enquanto os volumes foram menores (-18,9%). Houve elevação nas exportações do complexo soja (107,4%), do setor de fumo e seus produtos (79,1%) e de produtos florestais (21,4%) em dezembro de 2016.

Dados completos sobre exportações do agronegócio gaúcho em dezembro de 2016 e do acumulado do ano aqui. 

Anelise Rublescki – Jornalista FEE

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE