Exportações gaúchas em outubro têm queda em todos os grupos de produtos

Em outubro de 2016, as exportações do Rio Grande do Sul totalizaram US$ 1,252 bilhão, um recuo de US$ 276,5 milhões em relação ao mesmo mês do ano anterior (-18,1%). Os dados foram divulgados nesta terça-feira (22) pela Fundação de Economia e Estatística (FEE) e evidenciam que é o segundo mês consecutivo – e o quarto no ano – que as exportações gaúchas registram variações negativas em todos os índices: valor (-18,1%), volume (-17,2%) e preço (- 1,1%).  O resultado deixa o estado gaúcho como o quarto maior exportador no ranking nacional, uma posição abaixo da ocupada no mesmo período de 2015. Para efeitos comparativos, em outubro de 2016, as exportações nacionais tiveram recuo de valor (-14,5%) e de volume (-18,8%), mas crescimento em preços (+5,3%).

No Rio Grande do Sul, houve recuo de valor em todos os grupos de produtos em outubro de 2016. Segundo Tomás Torezani, pesquisador em economia do Núcleo de Dados e Estudos Conjunturais da FEE, “Tais recuos se dão pela retração do volume embarcado no caso dos produtos básicos, pela retração em preços no caso dos produtos manufaturados, e por retrações em volume e em preços no caso dos produtos semimanufaturados. Em razão da queda mais forte registrada no valor exportado do grupo de produtos básicos, este perdeu participação na pauta gaúcha em detrimento do avanço dos produtos industrializados (semimanufaturados e manufaturados)”.

tabela-exportacoes-outubro-2016

Os cinco produtos gaúchos mais vendidos no mês de outubro foram fumo em folhas (18,9%), soja em grão (14,7%), carne de frango (5,9%), polímeros plásticos (5,8%) e farelo de soja (4,5%). China (28,1%), Argentina (8,4%), Estados Unidos (6,7%), Bélgica (4,3%) e Chile (3,4%) constituíram os principais mercados de destino.

Acumulado do ano: redução das vendas de produtos básicos e manufaturados puxa a queda das receitas

No acumulado de janeiro a outubro de 2016, as exportações gaúchas alcançaram US$ 13,736 bilhões, uma redução de US$ 1,360 bilhão em relação ao mesmo período do ano anterior (-9,0% em valor, -1,5% em volume e -7,6% em preços). Tal redução foi puxada pelo recuo das vendas de produtos básicos (-US$ 766,9 milhões; -9,2% em valor e -7,7% em volume) e de produtos manufaturados (-US$ 753,3 milhões; -13,5% em valor, +2,0% em volume e -15,2% em preço), enquanto cresceram as vendas de produtos semimanufaturados (+US$ 242,5 milhões; +23,6% em valor, +38,0% em volume e -10,5% em preço).

Íntegra dos dados das exportações de outubro de 2016 aqui.

Anelise Rublescki

Jornalista FEE

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE