FEE analisa a distribuição do emprego no Estado

Baseada nos dados do Ministério do Trabalho e Emprego, que apontam que, em dezembro de 2013, havia 3,1 milhões de trabalhadores no emprego formal, no Estado, a Fundação de Economia e Estatística mapeou sua distribuição regional no RS.

A análise mostra que grande parte do emprego se situa em quatro Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes): Metropolitano Delta do Jacuí (31,5%), Vale do Rio dos Sinos (12,6%), Serra (11,2%) e Sul (5,7%). Juntos, eles totalizam 61,1% de todo o emprego.

Dia1_gráficos2

SERVIÇOS

Em relação aos três setores da economia, a análise da FEE baseada nos dados do Ministério do Trabalho e Emprego, aponta que serviços é o setor que mais emprega no Estado, somando 2,1 milhões de trabalhadores, o equivalente a 67,5% do total. O maior destaque é para o Corede Metropolitano Delta do Jacuí, onde estão 38,7% dos empregos do setor no Estado. “A atividade econômica do setor está relacionada com a alta aglomeração de agentes econômicos (consumidores e produtores) que as regiões metropolitanas apresentam. Por exemplo, os serviços prestados à produção (que podem ser de intermediação financeira, imobiliários e serviços terceirizados, como limpeza, transporte, etc.) tendem a estar próximos de regiões altamente industrializadas, como é o caso da Região Metropolitana de Porto Alegre”, avalia a economista da FEE Vanessa Neumann Sulzbach.

INDUSTRIA

Já a indústria reúne 919,6 mil empregos, totalizando 29,8%. Ele está bastante concentrado nas três regiões que são destaque no total da economia: Serra (19,8%), Metropolitano Delta do Jacuí (17,9%) e Vale do Rio dos Sinos (17,5%), sendo que Serra e Vale do Sinos têm maior participação, pois abrigam o setor metal-mecânico.

AGROPECUARIA

A agropecuária abrange 83,8 mil empregos, representando 2,7% do total. A análise da FEE demonstra que o emprego formal da agropecuária se distribui de forma mais homogênea no Estado, tendo como destaque os Coredes Fronteira Oeste (17,2% do total), Sul (10,9%) e Campos de Cima da Serra (10,1%). Além dessas regiões, outras cinco participam com mais de 4,5% do total (Campanha, Alto Jacuí, Centro Sul, Metropolitano Delta do Jacuí e Serra).

Dia1_gráficos

Além desta análise, a FEE divulga nos próximos dias o perfil e a renda do trabalhador gaúcho e a evolução da mão de obra no Estado.

Acesse o relatório completo (publicado em 04/05/2015)

Expediente

Informativo elaborado pelo Centro de Documentação e Difusão de Informações e pela Assessoria de Imprensa da FEE.
Pesquisadores responsáveis: Guilherme Stein e Vanessa Sulzbach
Jornalista responsável: Roselane Vial
Projeto gráfico e diagramação: Gabriela Santos e Laura Wottrich
Fale conosco: imprensa@fee.tche.br

Ícones da imagem produzidos por Freepik, disponível em www.flaticon.com

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE