FEE contribui no desenvolvimento do Programa Exporta RS

Nesta quinta-feira, 24, o Governo do Rio Grande do Sul realizou o evento de apresentação do Programa Exporta RS, que busca a melhoria do desempenho das exportações gaúchas, com a diversificação da pauta e ampliação dos mercados exportadores. Um dos objetivos é consolidar e aumentar o espaço das empresas gaúchas no mercado internacional.

Governador José Ivo Sartori apresenta  Programa Exporta RS

Governador José Ivo Sartori apresenta Programa Exporta RS

A Fundação de Economia e Estatística é uma das entidades que colabora com o desenvolvimento desse Programa. O Presidente da FEE, Igor Morais, apresentou dados sobre as exportações gaúchas e salientou que existe um mercado muito grande ainda a ser explorado. “A FEE irá contribuir para o Programa de maneira a levantar dados e realizar estudos que sinalizem os espaços em que o mercado pode crescer”. Igor também salienta a importância de a Fundação participar desses estudos em todas as etapas, desde sua concepção até a avaliação. “Está no DNA da FEE fazer esses estudos e contribuir com o desenvolvimento de políticas públicas, bem como avaliar assas políticas ao final de dois ou três anos”, avalia Morais.

O Governador do Estado, José Ivo Sartori, salientou que o Exporta RS é inovador pois se volta para os micro, pequenos e médios empreendimentos. “Todas as empresas devem ter essa oportunidade de crescer e se desenvolver. As entidades parceiras do programa devem ter a responsabilidade de contribuir no desenvolvimento desses empreendimentos para, cada vez mais, ofertar produtos de qualidade para alimentar o mercado externo”. O Governador destaca o potencial existente no RS. “Tenho certeza de que nossos empreendedores vão abrir um novo caminho para as exportações gaúchas”, projeta.

O Secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência e Tecnologia, Fábio Branco, explicou a importância do Programa Exporta RS. “O momento atual é propício para gerar emprego e renda, aproveitar oportunidades dentro daquilo que o campo oferece e dentro daquilo que a indústria do RS pode oferecer. Nosso objetivo é aproximar o Estado das empresas e aproveitar a capacidade técnica dos profissionais que o RS dispõe para promover o crescimento das exportações gaúchas. Procuramos preencher espaços que não são ocupados atualmente e que podem ser explorados”, explica Branco. O Secretário também enfatizou que o Programa pode ajudar a diversificar a pauta exportadora, aumentar a participação das exportações gaúchas e ampliar o destino das exportações. “Através dessa capacitação, as empresas gaúchas estarão muito mais fortalecidas e melhor preparadas para concorrer no mundo global, mas também no mercado interno brasileiro”, reitera Branco.

Branco salientou a importância da FEE para a consolidação desse Programa. “A FEE nos ajudará a obter dados concretos para enxergar nichos que a indústria não está enxergando, de forma a verificar o que o Estado pode oferecer”, afirma o Secretário.

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE