FEE moderniza o acesso a dados essenciais do RS

A novidade reúne, no portal da FEE, aplicativos de visualização de dados na área da segurança, saúde, educação, renda e estimativas populacionais

Com o propósito de facilitar e ampliar o acesso público a dados sobre o Rio Grande do Sul a FEE reuniu em seu portal todos os aplicativos que vem desenvolvendo e que permitem visualizar de forma interativa, dinâmica e intuitiva dados sobre a sociedade gaúcha.É o VisualizaFEE . As ferramentas são desenvolvidas por pesquisadores da FEE a partir de uma das plataformas tecnológicas gratuitas e de código aberto mais utilizadas no mundo: a Shiny.

Desse modo, a íntegra dos dados públicos fica disponível para uso de gestores, instituições de pesquisa, organizações e sociedade em geral de modo mais simples e imediato.

O estatístico da FEE ,Renan Xavier Cortes, idealizador e desenvolvedor do projeto, destaca que as visualizações incorporam séries temporais, mapas, tabelas, entre outras formas de organização de dados.

Fazem parte do conjunto de dados: o CrimeVis, o IdeseVis e o PopVis.

CrimeVis

Apresenta informações sobre a criminalidade dos municípios do RS com dados anuais disponibilizados pela Secretaria de Segurança Pública do RS (SSP-RS).É possível visualizar séries temporais dos municípios e do Estado por número de ocorrências e taxas, relacionar crimes em gráficos de dispersão e criar grupos de cidades.”Uma das funcionalidades bem interessantes é visualizar os dados em um mapa, de maneira interativa, e calcular autocorrelações espaciais dos crimes”, destaca Renan.

“Neste exemplo (acima) do uso do CrimeVis, podemos ver que existe um grupo de municípios pertencentes ao litoral norte do estado do RS sendo composto por Cidreira, Tramandaí, Imbé, Balneário Pinhal e Xangri-Lá, pois apresentam altas taxas de ocorrências de Furtos. Em destaque, vemos o município de Balneário Pinhal que teve 4.111,25 furtos por 100.000 habitantes.”

PopVis

Permite a visualização da demografia do RS. Faz uso das estimativas populacionais calculadas pelo Núcleo de Demografia e Previdência da FEE e também dados de projeções do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O aplicativo permite construir pirâmides etárias de projeções estaduais e de todos os municípios, Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes), Regiões Funcionais e do Estado para todos os anos disponíveis. O aplicativo ainda oferece mapas dinâmicos de municípios, Coredes e Regiões Funcionais. “Faz qualquer análise para qualquer gênero ou faixa etária”, destaca Renan.

IdeseVis

Dados sobre o Índice de Desenvolvimento Socioeconômico  do RS (Idese), calculado pelo Núcleo de Indicadores Sociais da FEE. O Idese avalia a situação socioeconômica dos municípios gaúchos quanto à Educação, à Renda e à Saúde, considerando aspectos quantitativos e qualitativos do processo de desenvolvimento. O aplicativo oferece visualização da representação municipal no Estado de maneira rápida e intuitiva.

 

Sandra Bitencourt- Jornalista

 

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE