PARABÉNS, PORTO ALEGRE!

Banner1

Hoje, a capital dos gaúchos está de aniversário. Fundada em 26 de março de 1772, Porto Alegre é um dos quatro primeiros municípios do Rio Grande do Sul. A Cidade tem uma população de 1.424.618 habitantes e expressão nacional e internacional. Para comemorar essa data, a Fundação de Economia e Estatística a presenteia com o que de melhor oferece: dados e indicadores consistentes, que retratam o cenário socioeconômico da capital do Estado. Confira!

Porto Alegre é a 7ª maior economia entre as capitais brasileiras, com PIB de R$ 48 bilhões (2012)

Porto Alegre representa 17,2% do PIB gaúcho e concentra 13,14% da população do Rio Grande do Sul. Entre 2000 e 2012, a Cidade perdeu três posições no ranking das maiores capitais com relação ao PIB: para Belo Horizonte, Curitiba e Manaus.

Já em termos de renda per capita, Porto Alegre é a 5ª maior capital do Brasil, somente atrás de Vitória, Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, e a maior do Sul do País.

Além disso, a Cidade possui PIB per capita maior do que as médias brasileira e gaúcha.

A cidade é especializada em serviços privados

Os serviços privados empregaram, em 2013, 62,2% dos postos de trabalho formal do município. Desses trabalhadores, a maior parte atua no comércio: 34,4% do total da atividade. A renda média dos trabalhadores do comércio, ainda  em 2013, foi de R$ 1.256,00 ⇒ 85,3% maior do que o salário mínimo. [Fonte: MTE/RAIS]

Exportações - Relação com o setor externo

Três produtos da agricultura, soja, milho e arroz, concentram 80% das exportações de Porto Alegre. A soja representa 72,88% do total exportado por Porto Alegre em 2014. O restante das exportações abrange outros produtos, como armas de fogo (US$ 65,8 milhões) e partes e acessórios de veículos (US$ 65 milhões). As exportações representam os valores totais que as empresas com domicílio fiscal em Porto Alegre exportaram, não significando necessariamente que as mercadorias foram produzidas no município.

As importações de Porto Alegre, ao contrário das exportações, são mais diversificadas. Os principais produtos importados (trigo, gás e petróleo e adubo) representam 32,29% do total. As demais mercadorias importadas pertencem a diversos setores da indústria, com destaques para cevada (US$ 36,16 milhões), instrumentos e aparelhos médicos (US$ 28 milhões) e vinhos (US$ 13,8 milhões). Os valores da importação são creditados a partir do domicílio fiscal da empresa, independente do ponto de entrada no território nacional.

Investimentos e gastos públicos

Dentre as despesas do Município de Porto Alegre, os gastos com pessoal são os mais representativos e equivalem a 51,7% (2012). Esse é o maior percentual registrado entre as capitais das Regiões Sul e Sudeste do País.

Em termos de investimentos, Porto Alegre gasta o equivalente a 9,5% do total das despesas, 0,8% do PIB, figurando na 10ª posição entre as capitais brasileiras. Desde 2006, o avanço dos investimentos tem sido expressivo, fazendo a Cidade avançar 13 posições.

Migrações de Porto Alegre

No período 2005-10, Porto Alegre perdeu 3,32% de sua população por trocas migratórias (44,2 mil pessoas), semelhante à perda apresentada no Censo 2000. Desse contingente, 26 mil pessoas migraram para outros municípios da Microrregião Porto Alegre. São, principalmente, as pessoas de escolaridade baixa e renda baixa que saem da Capital.

 

Fonte das fotos: Flickr Prefeitura de Porto Alegre

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE