RS em Números 2017 apresenta novidades

A FEE lançou nesta terça-feira, 19, no MARGS, a quinta edição do RS em Números, publicação bilíngue, anual, com os principais dados socioeconômicos sobre o Estado. Participaram autoridades, artistas, estudantes e pesquisadores.

O coordenador da publicação, pesquisador em economia Tomás Torezani, destacou o envolvimento de todos os setores da FEE na síntese e análise dos dados e destacou as novidades desta edição. “Temos setores  na FEE com capacidade para incluir temas muito relevantes na compreensão da nossa realidade econômica. Por isso, esta edição foi ampliada com a inclusão das áreas da previdência, segurança, renda e pobreza, serviços, transportes e participação política”, destaca. As informações e análises permitem conhecer e planejar políticas públicas relevantes para o desenvolvimento do RS.

Além dos números, a publicação se qualifica com a expressão artística de nomes relevantes das artes plásticas gaúchas. A artista que ilustra as páginas desta edição, Maria Lídia Magliani, é um dos grandes talentos do País. O RS em Números — 2017 mostra a inquietude, o ativismo e o talento da primeira mulher negra a se formar na Escola de Artes da UFRGS e a conquistar reconhecimento além das fronteiras gaúchas.

Para o Coordenador Nacional de Formação Política do Movimento Negro Unificado (MNU), Emir Silva, a publicação tem a dupla importância de prover dados para a formulação consistente de políticas públicas e ainda divulgar a arte de um talento expressivo gaúcho. “Quero destacar a importância da FEE e a necessidade de sua manutenção e fortalecimento porque produz dados essenciais num país que não tem tradição de produzir e concluir ciclos de políticas públicas. Do ponto de vista artístico, é mais do que relevante ter em destaque uma artista negra tão talentosa e importante. Somos o segundo maior país negro do mundo e ainda não entendemos as relações racistas que permanecem. A Magliani foi ligada ao MNU, que influenciou em grande medida para as políticas compensatórias”, destacou.

O Diretor Geral do Margs, Paulo Amaral, também enfatizou a qualidade do material produzido pela FEE e a importância artística da obra que ilustra a publicação. “Existe pouco material de divulgação do Rio Grande do Sul. Este, certamente, é o melhor deles. Esta edição, especialmente, honra uma pessoa de grande talento. Magliani tinha uma pintura corajosa, sem concessões, muito agressiva, de pouco viabilidade comercial, mas sempre com reconhecimento como grande obra artística”, explicou.

A coordenadora do Sistema Estadual de Bibliotecas Escolares do RS, Maria do Carmo Nizetti, representando o secretário de educação do Estado, recebeu 1200 exemplares para distribuição nas coordenadorias e bibliotecas públicas. “Vim receber com muita honra. Esta obra é de uma importância imensa. Talvez os senhores nem consigam dimensionar a relevância. Aqui, nestes gráficos, aparecem metas nossas. Se nós tivéssemos mais alunos no ensino fundamental, provavelmente teríamos menos violência. Este trabalho nos deixa claro como estamos, nos ajuda a conhecer nossa realidade. Quero agradecer em nome das escolas por este trabalho honesto e bem feito, com estatísticas confiáveis e de qualidade”, enfatizou.

O Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação da UERGS, Prof. Dr. Clódis de Oliveira Andrades Filho, presente no evento, também recebeu 50 exemplares para distribuição em todas as unidades da Universidade. O vice-prefeito de Bento Gonçalves, Aido José Bertuol, representando os diferentes municípios gaúchos, levou 50 exemplares para as bibliotecas de sua cidade.

As informações  da publicação produzida pela FEE são organizadas em resumo socioeconômico regionalizado (Conselhos Regionais de Desenvolvimento e Regiões Funcionais de Planejamento), dados econômicos (contas regionais, agropecuária, indústria, serviços, agronegócio, comércio exterior, mercado de trabalho e finanças públicas) e dados sociais (população, previdência, Idese, saúde, educação, segurança, renda e pobreza, transportes e participação política).

O presidente da FEE, José Oltramare, destacou a importância e a qualidade do trabalho desenvolvido na FEE. “Estamos sempre contribuindo para que esta equipe continue produzindo conhecimento,  para que a gente entenda o nosso Estado e escolha os melhores caminhos. Quero agradecer essa equipe e prestar meu reconhecimento”, destacou.

No próximo dia 30, será inaugurada uma rua, no bairro Campo Novo, em Porto Alegre, com o nome da artista plástica Maria Lídia Magliani, por proposição da vereadora Mônica Leal.

 

Sandra Bitencourt- Jornalista

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE