RS fecha agosto com o maior crescimento em volume entre os estados exportadores

O volume embarcado pelo Rio Grande do Sul para o exterior aumentou 16,4% em agosto. Esse crescimento foi o maior registrado entre os principais estados exportadores brasileiros. É o que indicam os dados divulgados pela FEE nesta quarta-feira (16).

O desempenho positivo no volume é explicado pela agropecuária, que ganhou participação no total exportado pelo RS em agosto deste ano em comparação com o mesmo mês do ano passado. O Pesquisador em Economia da FEE Tomás Torezani avalia que a soja foi a grande responsável pela performance da agropecuária. “A soja em grão, principal cultura do Estado, respondeu por 96,1% de tudo o que foi exportado pela agropecuária e por mais de 30% das exportações totais do RS. Mesmo com uma retração de preço de 26%, as vendas externas de soja em grão apresentaram crescimento em valor de 4,2%”, registra Tomás. “Em junho, julho e agosto, a soja costuma puxar as exportações gaúchas com mais intensidade. A partir de setembro, diminui a exportação da oleaginosa”, pontua.

Já as exportações da indústria continuam em queda no Estado. Estão retraindo em valor nos últimos meses as vendas dos seis setores mais importantes da indústria gaúcha, que são: fumo; couros e calçados; produtos alimentícios; veículos, reboques e carrocerias; máquinas e equipamentos; produtos químicos. Tomás aponta que essas atividades contribuíram em agosto com 78,4% da pauta exportadora da indústria e registraram as maiores retrações no valor exportado. “Quase a metade da pauta da indústria foi somada em agosto por alimentos e químicos, que registraram um bom crescimento em volume. Isso contribuiu decisivamente para o crescimento de volume da indústria. Contudo, como praticamente todos os setores da indústria foram afetados pela redução de preços, a receita em dólar da indústria como um todo cai”, analisa o pesquisador.

O desempenho positivo do volume embarcado se deu apesar da redução de preços. Em agosto, as exportações gaúchas somaram mais de US$ 1,5 bilhão, um recuo de 9,2% no valor exportado em relação a agosto de 2014. Esse recuo é explicado pela redução de 22% nos preços. “A redução dos preços dos produtos exportados – que vem sendo percebida ao longo de todos os meses de 2015 e que foi observada para todos os Estados brasileiros em agosto– vem impactando negativamente o desempenho do valor exportado. Contudo, vale ressaltar que o valor das exportações é divulgado em dólar e, com a recente depreciação do real frente à moeda americana, de cerca de 55% entre agosto de 2014 e agosto de 2015, a rentabilidade em reais das exportações se elevou”, avalia Tomás.

Quanto aos países de destino das exportações gaúchas, os dados revelam que quase um terço de tudo o que o RS exportou em agosto foi para a China e mais de 87% do que foi para a China foi soja em grão. Outros importantes destinos dos produtos gaúchos no mês foram Estados Unidos, Argentina, Bélgica e Venezuela.

Confira os dados completos e como estão as exportações gaúchas no acumulado de 2015.

Texto: Núcleo de Imprensa - FEE