Aglomeração produtiva de laticínios nos Coredes Fronteira Noroeste e Celeiro

Ao passo que a produção de leite está espraiada no território gaúcho, a indústria de laticínios está concentrada em um menor número de municípios, que se abastecem, sobretudo, da produção de matéria-prima do seu entorno.

Na região formada pelos Conselhos Regionais de Desenvolvimento (Coredes) Fronteira Noroeste e Celeiro, localiza-se uma das aglomerações produtivas agroindustriais da classe de atividade de fabricação de laticínios do Rio Grande do Sul. Essa região destaca-se como uma das principais bacias leiteiras gaúchas. Nos municípios que a compõem, são produzidos aproximadamente 16% da quantidade de leite in natura, e estão situados 8% do emprego industrial das atividades de preparação do leite, fabricação de laticínios e outros derivados. A fabricação de laticínios está entre as principais atividades
econômicas industriais locais, tendo influência direta sobre a dinâmica de desenvolvimento regional.

Download do texto completo