O Arranjo Produtivo Local (APL) de pedras, gemas e joias do Alto da Serra do Botucaraí – Relatório II

O presente relatório — Relatório II — dá sequência à divulgação dos resultados da investigação sobre o Arranjo Produtivo Local de Pedras, Gemas e Joias do Alto da Serra do Botucaraí (APL PG&J) que se insere no âmbito da pesquisa denominada “Estudo de aglomerações industriais e agroindustriais no Rio Grande do Sul”, desenvolvida pelo Núcleo de Análise Setorial (NAS) da Fundação e Economia e Estatística (FEE). A pesquisa contou com apoio da Agência Gaúcha de Desenvolvimento e Promoção do Investimento (AGDI) para fornecer subsídios à condução do Programa de Fortalecimento das Cadeias e Arranjos Produtivos Locais. Nesse sentido, sua finalidade é de analisar o potencial de aglomerações produtivas locais para promover o desenvolvimento sustentável de suas regiões e do Estado. Esse APL foi identificado pelo mapeamento de aglomerações produtivas pelo critério de localização em regiões de menor desenvolvimento relativo, como é o caso do Conselho Regional de Desenvolvimento (Corede) Alto da Serra do Botucaraí, sendo posteriormente selecionado para estudo pela equipe de pesquisadores (ZANIN; COSTA; FEIX, 2013). Cabe registrar que o APL de Pedras, Gemas e Joias está enquadrado na política de APLs do Estado, além de ser reconhecido como tal pela literatura especializada.

Download do texto completo